icea.med.br

Notícias

Greve dos residentes chega ao fim no Amazonas

21/09/2010 - 08h28m

Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte


Em documento divulgado na última quinta-feira (16), a médica Lorena Cordeiro, representante dos residentes no Estado, informou que os médicos residentes, em assembleia extraordinária, decidiram aceitar a proposta de reajuste do governo de 22% e encerrar a greve e retornam às atividades do programa de residência nesta segunda-feira, 20 de setembro.
A direção da Associação Nacional dos Médicos Residentes (ANMR) explica que esperará o resultado de todas as assembleias regionais para definir o desfecho da paralisação com base no posicionamento dado pela maioria das plenárias. A categoria soma 22 mil residentes, vinculados a programas em 25 estados e no Distrito Federal. Apenas Tocantins não tem formação de médicos especialistas.
As assembleias estão apreciando desde o último dia 15, a proposta de reajuste de 22%, a partir de janeiro de 2011, sobre a bolsa-auxílio, hoje em R$ 1.916,45. O governo também se comprometeu que os demais itens reivindicados, como seis meses de licença maternidade, pagamento de auxílios moradia e alimentação e correção da bolsa, serão trabalhados em um grupo interministerial.
O Dr. Mario Vianna, presidente do Simeam, que, junto à diretoria do sindicato, sempre apoiou a greve dos residentes no Amazonas, considerou que foi uma vitória parcial, pois o valor acordado ficou muito aquém do pleiteado, além da carga tributária que irá incidir agora reduzir o ganho real dos residentes.  Também considerou que o governo esticou a greve de forma maquiavélica e deixou outras questões mais simples em aberto, de forma a pressionar os residentes. Seria muito bom que os sttafs dos serviços  de residência e todos os outros médicos refletissem sobre os valores e condições de trabalho dos residentes, que são semelhantes aos deles. Portanto, o apoio dos sttafs e demais médicos deveria ter sido  pelo menos mais explícito. O mais positivo de tudo é que, apesar de algumas divergências internas no movimento, os residentes mobilizaram mais de 20 mil médicos de todo o Brasil, e mostraram que a união resulta em força, pois percebo que o movimento dos médicos residentes está certamente mais fortalecido para outros embates.
Por fim, deixo uma mensagem de incentivo aos valorosos médicos residentes do Brasil, para que não abandonem a luta e continuem a busca por melhores condições de trabalho e remuneração, em prol dos médicos e da sociedade.  Conclamo ainda os médicos residentes do Amazonas a se sindicalizarem, sem ônus, para nos fortalecermos mutuamente.  
 
Fonte: Imprensas ANMR e Simeam




Área Restrita

Webmail

Digite seu login nos campos abaixo:



Digite seu email e senha abaixo:


ICEA - Instituto de Cirurgia do Estado do Amazonas

Rua dos Rubis, 36 - CJ Manauense - N. S. Das Graças - Cidade / AM

As informações deste site são constantemente atualizadas pela equipe do ICEA. Ressaltamos que o ICEA reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.