icea.med.br

Notícias

Equipe desenvolve sonda a laser para detectar câncer de boca

22/09/2010 - 10h20m

Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

A experimentação com seres humanos mostra que o dispositivo pode ser usado durante uma cirurgia para localizar bordas do tumor.

Pesquisadores da UC Davis, na Universidade da Califórnia, desenvolveram uma sonda a laser para detecção precoce do câncer de boca. A experimentação com seres humanos mostra que o dispositivo também pode ser usado durante uma cirurgia para localização das bordas de um tumor.

Cerca de 43 mil pessoas nos Estados Unidos são diagnosticadas, todo ano, com tumores de boca, faringe e laringe. O principal fator de risco é o tabagismo, mas um recente aumento dos casos tem sido associado ao papilomavírus humano (HPV). E ainda hoje, a maioria dos casos são descobertos apenas em um estágio muito avançado da doença.

"Há muita discussão sobre o câncer de mama, de próstata e no cérebro, mas as pessoas pouco sabem sobre o câncer bucal e suas consequências devastadoras", disse Laura Marcu, professora de engenharia biomédica na UC Davis. "As pessoas não se preocupam com ele e não há qualquer exame de rotina."

Laura Marcu trabalhou com a equipe do doutor Gregory Farwell, do Departamento de Otorrinolaringologia na UC Davis Cancer Center, para desenvolver a sonda de fibra óptica. A sonda estimula as moléculas nos tecidos do paciente com um laser e algumas destas moléculas, naturalmente, respondem por re-emissão de luz fluorescente. O dispositivo detecta e analisa a luz, usando um processo chamado time-resolved espectroscopia de fluorescência (TR-LIFS), que fornece informações sobre os tipos de moléculas presentes.

Durante a cirurgia, o sangue pode distorcer a intensidade do sinal de fluorescência, mas não sua duração. Por meio de medidas sensíveis da mudança de fluorescência ao longo do tempo, os cirurgiões podem ver as margens do tumor e como eles estão cortando o tecido.

Com base em testes com animais, a equipe de Marcu e Farwell recrutou nove voluntários humanos, entre os pacientes que chegaram na UC Davis Medical Center para a terapia cirúrgica da boca, garganta e laringe. Eles compararam as leituras de espectroscopia com amostras de biópsia e constataram que a sonda diagnosticou, com precisão, o câncer no ambiente cirúrgico.

A sonda é semelhante a um equipamento, também desenvolvido por Marcu, para uso em tumores cerebrais.

Fonte: sbccp.org.br




Área Restrita

Webmail

Digite seu login nos campos abaixo:



Digite seu email e senha abaixo:


ICEA - Instituto de Cirurgia do Estado do Amazonas

Rua dos Rubis, 36 - CJ Manauense - N. S. Das Graças - Cidade / AM

As informações deste site são constantemente atualizadas pela equipe do ICEA. Ressaltamos que o ICEA reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.