icea.med.br

Notícias

Programa de saúde itinerante chega a Autazes

22/03/2011 - 17h27m - Atualizado em 22/03/2011 - 17h29m

Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte


O Programa Amazonas Saúde Itinerante, coordenado pela Secretaria de Estado da Saúde (Susam), chega ao município de Autazes nesta terça-feira (22). No município, serão operados 102 pacientes com diagnóstico de catarata. A equipe médica fará o atendimento no Hospital Regional Dr. Deodato de Miranda Leão até a próxima quinta-feira.

Autazes é o segundo município atendido pelo Programa que, neste ano deve alcançar mais de 11 mil pessoas que precisam de cirurgias e consultas médicas em várias especialidades ainda não disponíveis no interior do Estado. O calendário de 2011 do Programa foi aberto no último dia 15, com a realização de aproximadamente 400 cirurgias em Manicoré.

Ao longo do ano, as equipes médicas do programa itinerante chegarão a 51 municípios. Até junho devem ser realizadas 2,5 mil cirurgias de catarata e, até dezembro, mais 3 mil cirurgias em outras especialidades. Além disso, o programa vai viabilizar seis mil consultas em diversas especialidades.

 Os pacientes inscritos para as cirurgias em Autazes foram previamente consultados, com diagnóstico e indicação de cirurgia feitos no próprio município. A cirurgia de catarata é simples e em 24 horas os pacientes retornam ao hospital para a retirada do curativo e avaliação pelo oftalmologista. A catarata atinge o cristalino do olho, uma espécie de lente, que fica opaca com o tempo ou por problemas como inflamações e traumatismos. Na cirurgia, o cristalino é substituído por uma lente artificial.  Depois de Autazes, as equipes seguem para Borba, onde 100 pessoas serão atendidas entre os dias 29 e 31 deste mês.

Acesso - O secretário adjunto de Assistência à Saúde do Interior, Evandro Melo, explica que o Programa Amazonas Saúde Itinerante tem o objetivo de facilitar o acesso dos moradores das sedes e zonas rurais dos municípios do interior a exames e tratamentos antes oferecidos apenas em Manaus. Ele destaca que o custo financeiro e social do deslocamento de pacientes para a capital é muito maior do que o custos de envio das equipes até os municípios. Evandro Melo lembra que faltam especialistas no interior do Estado porque o número destes profissionais no mercado é pequeno, especialmente em algumas especialidades como cardiologia e neurologia.

Para executar o Programa em 2011, o Governo do Amazonas, em parceria com o Ministério da Saúde, deve investir R$ 8,3 milhões.

O programa Amazonas Saúde Itinerante realizou, somente no ano passado, 15 mil atendimentos em 44 municípios. Do total, quase 3 mil foram cirurgias, sendo a maioria delas para solucionar problemas de hérnias, hemorróidas, vesícula, cistos de ovário, miomas, nódulos mamários e fístulas, além da realização de histerectomias e laqueaduras. A oferta, segundo Evandro Melo, é feita de acordo com as necessidades de cada local e o atendimento ocorre nos hospitais do Governo do Estado, em cada município.

Fonte: Assessoria de Imprensa da SUSAM

 

 

 




Área Restrita

Webmail

Digite seu login nos campos abaixo:



Digite seu email e senha abaixo:


ICEA - Instituto de Cirurgia do Estado do Amazonas

Rua dos Rubis, 36 - CJ Manauense - N. S. Das Graças - Cidade / AM

As informações deste site são constantemente atualizadas pela equipe do ICEA. Ressaltamos que o ICEA reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.