icea.med.br

Notícias

SIMEAM promove o I Fórum de Cooperativismo e Empresas de Especialidades Médicas no Amazonas

O Sindicato dos Médicos do Estado do Amazonas, Simeam, promoveu no último final de semana o I Fórum de Cooperativismo e Empresas de Especialidades Médicas e suas Relações de Trabalho no Amazonas. O ob

30/03/2011 - 22h51m - Atualizado em 30/03/2011 - 22h53m

Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

O Sindicato dos Médicos do Estado do Amazonas, Simeam, promoveu no último final de semana o I Fórum de Cooperativismo e Empresas de Especialidades Médicas e suas Relações de Trabalho no Amazonas. O objetivo do evento foi promover uma discussão sobre as relações de trabalho estabelecidas pela classe médica de Manaus nos últimos 20 anos, buscando um equilíbrio nas forças de trabalho que atuam no serviço público de saúde. Na ocasião, o presidente do Instituto de Cirurgia do Estado do Amazonas (ICEA), Dr. Julio Cezar Queiroz, esteve presente e expôs as novas propostas do órgão, como também ressaltou a importância da organização do evento, que viabiliza o fortalecimento da categoria.

 De acordo com o presidente do Simeam, Dr. Mário Vianna, atualmente são mais de dois mil profissionais trabalhando como prestadores de serviço na saúde pública que ocupam, praticamente, 100% dos postos disponíveis na área de urgência e emergência. "Essa situação, que no passado foi estratégica, percebemos que foi um grande erro nosso, uma vez que, como terceirizados, assumimos total responsabilidade pela saúde do Estado, nos tornando reféns desse compromisso", explicou.

Nos últimos anos, os profissionais médicos encaminharam inúmeras tentativas de negociação por melhorias salariais com o Estado, mas que sempre terminaram em impasse. "Quando não chegamos a um acordo, acabamos por ser responsabilizados do ponto de vista social, político, ético e jurídico, por possíveis prejuízos à população pela não prestação do serviço de urgência/emergência", argumentou o presidente do Simeam.

Ainda segundo o Dr. Mário Vianna, como nos últimos anos a categoria não conseguiu chegar a um acordo salarial com o Estado, somado ainda a este fator a superlotação nos prontos-socorros e demais unidades de urgência e emergência, os médicos viram a demanda de trabalho e de responsabilidade só aumentar, sem ter qualquer contrapartida. "Nos últimos anos nós médicos vimos nossa carga horária aumentar de forma desumana, piorando muito a qualidade de vida que historicamente nós médicos temos, e expondo ainda mais nosso trabalho, que naturalmente demanda grandes riscos".

As questões foram abordadas no Fórum, que contou com a presença dos Secretários Municipal e Estadual de Saúde, Francisco Deodato e Wilson Alecrim, além da participação de representantes de entidades médicas, como a Federação Nacional dos Médicos, Conselho Federal de Medicina e Associação Médica Brasileira. O evento é voltado tanto para a classe médica, como para a sociedade em geral.

O I Fórum de Cooperativismo e Empresas de Especialidades Médicas e suas Relações de Trabalho no Amazonas foi realizado no Salão de Eventos do Da Vinci Hotel & Conventions.  

 

Fonte: Assessoria de Imprensa do Simeam




Área Restrita

Webmail

Digite seu login nos campos abaixo:



Digite seu email e senha abaixo:


ICEA - Instituto de Cirurgia do Estado do Amazonas

Rua dos Rubis, 36 - CJ Manauense - N. S. Das Graças - Cidade / AM

As informações deste site são constantemente atualizadas pela equipe do ICEA. Ressaltamos que o ICEA reserva-se ao direito de alterar qualquer informação do site, valores e demais informações, sem aviso prévio.